II Fórum de Mídias Sociais – com José Luiz Tejon Megido

Aconteceu no dia 07/11, com a presença do publicitário José Luiz Tejon Megido, uma palestra de tema:  COMUNICAÇÃO: O código da superação pessoal e empresarial. A TV Sudoeste em parceria com a ACIVIC, CDL, SEBRAE e o Shopping Conquista Sul, realizaram o II Fórum de Mídias Sociais. 

Tejon inicia a palestra com a questão:DÚVIDA x ENGANO dentro da comunicação. Ele afirma que a dúvida pode salvar e matar e o engano pode ser fatal. E engano é tudo que menos deve acontecer para que um processo de comunicação seja bem sucedido.

Além disso, o publicitário divide a comunicação em 4 tipos:

  • De massa – executada através das grandes mídias
  • Interativa – que permite a participação do público receptor, tornando-o também um comunicador
  • Interpessoal – você com os outros ao seu redor
  • Intrapessoal – você consigo mesmo.

Outro ponto importante e que Tejon fez questão de destacar é que o segredo do adulto para crescer, é imitar, aprender e aprender. Perguntar-se: O que eu aprendi a aprender? O que eu aprendi hoje que eu não sabia? E mostra que todas essas perguntas podem ser respondidas com mais facilidade se você domina sua comunicação intrapessoal.

8º P – Precisão

Olá pessoal, com este post encerramos a nossa série sobre a metodologia dos 8Ps do marketing digital. Vamos falar sobre o 8ºP que fala de precisão em marketing digital ou seja mensuração.

É nessa etapa em que os resultados são mensurados. É nela que verificamos se a nossa proposta de comunicação está tendo resultado ou não. Essa etapa serve para ajustarmos o que precisa e investir no que está dando certo. Ela é fruto do estudo realizado nos outros 7 P’S. A partir da precisão, nós recomeçamos o ciclo, para que cada vez mais consigamos melhorar e aperfeiçoar a comunicação entre a empresa e o público-alvo.

Não medir os resultados obtidos depois de uma ação é andar cego a 180 km/h em uma estrada cheia de curvas.

Chegando ao 8ºP, um ciclo se fecha. Você pesquisou, depois planejou o que vai fazer,desenvolveu o que planejou, atraiu tráfego para seu negócio online, reteve esse tráfego em seu site, gerou credibilidade para sua marca, transformou tráfego em vendas, fidelizou o cliente e gerou mais vendas de forma cumulativa. Todo esse processo, porém, é retroalimentado por meio de mensurações contínuas de resultados obtidos em cada ação.

A mensuração em um negócio virtual é a parte mais importante e que traz os melhores resultados em termos de custo-benefício e retorno sobre seu investimento, por isso, aprender técnicas de mensuração é fundamental para que seu negócio se desenvolva.

É preciso que você defina quais são os indicadores de resultado (KPIs) que mostrarão se você está andando para frente ou para trás.

webanalytics-marketingdigital

Na lista abaixo, você poderá acompanhar alguns dos indicadores de mensuração:

  • Visitas X Visitantes únicos;
  • Tempo no site;
  • Exibições de página;
  • Taxa de Rejeição (quanto maior a taxa menor a pontuação nesse item em SEO);
  • Palavras-chave (cruzar dados);
  • Páginas de entrada (páginas melhores posicionadas);
  • Páginas de saída (Qual página que afugenta os clientes?);
  • Links externos;
  • Analytcs na Página.

A partir do momento que sua empresa começar a mensurar os resultados, conhecerá melhor o público-alvo e volta-se para o primeiro passo melhorando, a cada ciclo, as ações dos outros Ps.

7 – Personalizção

1, 2, 3, 4, 5, 6 eeeeeee 7. P de número 7.

Seu nome é… Personalização.

Quem é ele? 

Através da personalização é utilizado o marketing de relacionamento, ou seja, através dele saberemos o que os nosso público alvo procura, saberemos o histórico dele para assim poder melhor atende-lo. Surpreendendo-o de uma forma discreta, analisando os seus passos teremos sempre algo interessante e inovador para lhe oferecer, encantando e fidelizando-o.

6

Isso mesmo, encantando e fidelizando. É através dessa personalização que o consumidor se sente único e percebe que a empresa se preocupa em saber sobre os seus interesses, desejos e necessidades.

Atualmente, a tecnologia e o software permitem a muitas organizações considerarem a forma como falam com os seus consumidores e futuros consumidores. Ao mesmo tempo, estes consumidores, vendo-se cercados de tanta informação, têm uma necessidade muito maior de encontrarem o que realmente necessitam, em vez de se depararem com 50 mensagens diferentes que querem “mais ou menos” ou “nem por isso”. Sem a pesonalização, as empresas correm o risco de alcancarem os seus consumidores sem mensagens que realmente vão de encontro às suas necessidades, o que é muito mais efetivo do que o marketing de massas.

Uma palavra que pode substituir personalização é a palavra relevância. Em paralelo à segmentação, você deve analisar qual a maneira de personalizar produtos ou serviços de acordo com o que você já conhece do seu público.

Importante saber que na prática a personalização será feita através de um CRM onde a empresa coletará os dados dos seus clientes e segmentará da melhor maneira possível. Aliado ao CRM uma ferramenta de E-mail Marketing fazendo assim que sua comunicação se já relevante e alcance o cliente.

Obs.: A Personalização faz as pessoas sentirem-se especiais porque não é um monólogo, é dirigido especialmente a uma pessoa e é uma conversa.

 

6 – Propagação

Seguindo a sequência dos 8 P’s do Marketing Digital, vamos falar hoje sobre o sexto P. O nome dele é “Propagação”.

 

6

O seu objetivo, como o próprio nome já fala, é o de propagar, ou seja, o conteúdo que foi produzido lá na publicação será direcionado para o público especifico, e ele dará um jeito de distribuir essa informação em sua rede de contatos. Ou seja, o público-alvo é utilizado como um “veiculo” de comunicação para divulgar a sua marca, porém isso só acontecerá se você superar as expectativas desse grupo e fizer com que ele acredite que sim, você tem o melhor serviço do mercado.

Para uma publicação com credibilidade e reputação, são utilizados os chamados Whuffies (na verdade, a moeda de troca virtual, se ganha ou se perde com base nas atividades on-line e no que as pessoas pensam das corporações).

Dentro do marketing digital, a propagação é de extrema importância, pois ela é o segredo do marketing viral. Quanto maior o número de internautas atingidos, mais chance de o seu conteúdo ser passado adiante.

O autor cita no livro que para ajudar com o aumento de propagação do consumidor, vale observar sobre o “Principio de  Ninety Nine One (90:9:1)”, que consiste em: “Se você tem gasto um pouco do seu tempo nas redes sociais on-line, então já tropeçou no princípio 90:9:1. A idéia é muito simples: nos grupos sociais, algumas pessoas participam ativamente mais do que outras.”

E para isso não basta apenas que o seu conteúdo seja explorado através dos vários canais de comunicação, é muito importante que a mensagem seja entendida e que acima de tudo o seu conteúdo seja relevante, para que haja relação entre internauta e empresa. Relação esta que é de troca, onde haja propagação e viralização do conteúdo publicado. 

 

5º P – Promoção

8ps-do-Marketing-Digital-Ciclo-8-Ps

Este P trata de promoções e como as mesmas podem ser usadas corretamente no ambiente online. Integrado aos outros 4º P´s e ao 6º P, que será o seguinte, é a essência do marketing viral.

O que percebe-se é que, o conceito de promoção deve-se revitalizar para permitir o encaixe perfeito de outras formas eficazes de divulgação de um produto. Na economia digital, consumidores se tornam geradores de mídias, produzindo seus blogs, Podcasts  suas comunidades virtuais, entre outros.

O 5º P fará uma comunicação para os “alfas” com viés viral, para que eles propaguem a comunicação. E essa ideia de promoção aqui, não é apenas qualquer promoção, mas algo voltado para a propagação. Em tempos de internet, esse tipo de promoção não deve andar sozinha. Ela não pode morrer na pessoas que toma contato com ela a partir da comunicação feita pela empresa, mas sim, deve fazer com que essa propague a comunicação da marca por meio do 6º P. Promoção e Propagação devem sempre andar juntas.

 

4º P – Publicação

Olá gátimos, seguindo a sequência dos P´s, hoje é dia do 4º. Se vocês ainda não conhecem, ele é “Publicação”.

O primeiro item que tem-se a observar quando o assunto é o 4º P do Marketing Digital, é conteúdo relevante para o consumidor. O 4º P trata do conteúdo que sua empresa disponibilizará para o seu cliente e para o mercado, com o objetivo de fazer com que ele fale e recomende a sua empresa para outros, seja através de e-mail, redes sociais, boca-a-boca.

Este P, é um dos mais extensos. Ele fala de dois tipos de conteúdo: aquele que você publica no site para atrair consumidores por meio do Google, mas também como deve postar um conteúdo que seja voltado para o seu público-alvo, contemplando elementos persuasivos, objetivando transformar visitantes em clientes, conteúdo que o consumidor possa interagir com a sua marca, criando relacionamento, fazendo com que os clientes produzem e espalhem sobre a sua empresa, o que é muito importante e gera maior credibilidade, principalmente se for através de depoimento produzido pelo seu cliente, aumentando assim a taxa de conversão.

Quando você gera estimulo para que os seus clientes criem conteúdo sobre a sua marca, interagindo com ela, você passa a ser encontrado não só na comunicação que você disponibiliza, mas na que os seus clientes também disponibilizam.

O conteúdo dentro de um site, deve ter a maior quantidade de informações sobre o seu negócio e seu produto ou serviço. Quanto mais informações sobre como usar, vídeos explicativos, imagens, áudio e benefícios, mais seguro o consumidor se sentirá. Além disso, o conteúdo do seu site, deve ser trabalhado através das palavras-chave, pois será o consumidor, que através da busca do Google, falará quais as palavras a serem trabalhadas em seu site.

Nesse P, deve-se escrever textos persuasivos para o convencimento de usuários, de que o seu site é a melhor opção e solução, como também escrever textos que sejam lidos pelos mecanismos de busca de forma a ser classificado nas primeiras posições do Google. Além disso, o seu conteúdo deve ser poderoso para trabalhar com o chamado “marketing de oportunidade”.

O 4º P contempla, o conteúdo do site e o conteúdo que é postado no site e mídias sociais. Não adianta publicar o conteúdo do site para que ele seja veiculado e não se precise mais pensar em conteúdo. O 4º P, faz parte do processo de postar conteúdo continuamente para a sua marca, seja no site ou nas mídias sociais.

3º P – Produção

O processo de produção no geral, pode levar tempo para ser realizado. Infelizmente essa é uma realidade do mercado. Faltam profissionais, o que faz com que um projeto que seria simples, transformar-se numa complicação.

O 3º P traz vários acessórios no que se refere a sites, tanto em termos de elementos de mensuração, como dados para aumentar o tempo de navegação ou até mesmo diminuir a taxa de rejeição, entre demais instrumentos que faz com o que gere lucro para a sua empresa.

E para isso é imprescindível entender quais acessórios que o seu site precisará. O 3º P mostra o que uma verdadeira plataforma de negócios deve conter. Ele é a execução propriamente dita, ” a mão na massa”. Ele se faz tão importante quanto as ideias do 2º P, pois são a execução delas. O 3º P cuida da execução, os seus aspectos, as melhores práticas, a conversa entre cliente e fornecedor e o passo a passo do planejamento.

Se no 2º P houve o planejamento, neste você deve controlar o projeto para que tudo que foi planejado saia como o escrito no documento.

Além disso, o 3º P concentra-se na estrutura do site, em suas funcionalidades.
Em suma, no 3º P, você deve aprender a ter um site pronto para ser uma plataforma de negócios, porém, ainda será um carro de Formula 1 sem o que faz ele de fato funcionar – a gasolina.

O 3º P, é o próprio site, hotsite, minissite ou a landing page. O que foi planejado fazer. O 3º P, na maioria das vezes, é a programação e envolve basicamente os programadores.